Um fluxômetro bem conservado produzirá leituras confiáveis, enquanto que um sujo ou defeituoso produzirá leituras erráticas. A manutenção de seu medidor de vazão é crucial para garantir que ele esteja funcionando em sua melhor capacidade. A razão para isto é que um medidor sujo ou com mau funcionamento pode resultar em medições e saques imprecisos. Este artigo destaca a importância da calibração, como verificar se ela foi feita e dicas para ajudá-lo a manter seu próprio medidor de vazão.

O que é calibração de volume?

A calibração é o processo de testar um medidor para que a leitura corresponda ao verdadeiro volume de líquido que passa por ele. A fim de garantir medições precisas, todos os medidores requerem calibração em intervalos regulares. A calibração é particularmente importante quando o medidor é utilizado em um processo que envolve líquidos. Quando um líquido é bombeado de um tanque através de um tubo longo, o volume do líquido diminuirá à medida que ele passa pelo sistema. A distância entre a bomba e o medidor também pode afetar a leitura. É por isso que a calibração é necessária quando o volume de líquido é menor do que a capacidade do sistema. Há dois tipos comuns de calibração: volumétrica e gravimétrica.

Por que a calibração é importante?

Se a leitura do medidor de vazão for imprecisa, pode levar a sérios problemas, incluindo excesso ou falta de bombeamento, entrega incorreta de líquidos e alguns tipos de corrosão. No entanto, se o fluxo for calibrado corretamente e regularmente, ele garantirá que a máquina esteja trabalhando em plena capacidade. Portanto, ao garantir que o fluxômetro esteja calibrado, é possível evitar custos significativos e evitar danos ao equipamento. Se você tem uma baixa vazão em seu sistema de tubulação, então é importante calibrar seu medidor de vazão. Isto porque uma baixa vazão pode indicar uma série de problemas, tais como tubos rachados, tubos bloqueados ou uma bomba quebrada.

Como verificar se seu medidor de vazão foi calibrado?

É importante inspecionar o medidor de vazão para detectar quaisquer sinais de danos ou desgaste, bem como para certificar-se de que ele está nivelado. Se a tubulação que liga o medidor à bomba estiver dobrada ou inclinada, a leitura será imprecisa. Antes de começar a calibração, você precisará saber as dimensões do medidor em relação à tubulação e ao tanque ao qual está conectado. Isto porque o volume de líquido diminuirá à medida que ele percorrer o sistema, o que significa que a leitura será incorreta. Você também deve garantir que o medidor de vazão esteja pelo menos meio cheio para começar. Isto garantirá que o medidor seja calibrado corretamente.

Como manter seu medidor de fluxo

Se você tiver verificado que seu medidor de vazão foi calibrado, agora você precisará mantê-lo. Embora haja uma série de coisas que você pode fazer para garantir que seu medidor de vazão esteja em condições de ponta, um dos métodos mais simples é limpá-lo regularmente. Isto é particularmente importante se o medidor de fluxo for usado em um ambiente sujo ou empoeirado. Se estiver coberto de sujeira, isto restringirá seu fluxo, tornando-o inútil. Você também deve certificar-se de que o fluxômetro seja mantido nivelado. Se não for reto, ele produzirá leituras imprecisas, o que será caro.

Métodos de Calibração

Há vários métodos que você pode usar para calibrar seu medidor de vazão, tendo cada um deles suas vantagens e desvantagens. Entretanto, é importante selecionar o mais adequado para você e seu medidor de vazão. – Método de bloco – Um método simples e confiável, o método de bloco envolve a adição de uma quantidade conhecida de líquido ao medidor e a marcação do nível com um bloco. Isto permite calibrar a leitura contra o bloco. Depois de medir a marca, você precisará adicionar o mesmo volume de líquido ao tanque. Isto será então usado para calcular o volume de líquido que foi bombeado através do sistema. Entretanto, este método pode ser demorado e não é recomendado para uso em sistemas automatizados. – Método da Fração Graduada – O método da fração calibrada é adequado para sistemas automatizados, pois não requer um bloco para ser utilizado. O método da fração calibrada envolve a coleta de uma amostra do líquido que está sendo bombeado e depois o uso de um gráfico para descobrir quanto adicionar ao tanque. O tanque será então usado para medir o volume de líquido que foi entregue, calculando novamente a vazão. – Método volumétrico – O método volumétrico é um método altamente preciso, e a melhor escolha para uso em sistemas automatizados. Para este método, você precisará usar um paquímetro. O calibrador é usado para medir o volume interno do medidor, e este é então usado para calcular a quantidade de líquido a ser bombeado. Entretanto, este método é demorado e é recomendável que você use o método de bloco se este for o método mais adequado para o seu medidor de vazão.

Resumo

A calibração é um passo importante no processo de manutenção do fluxômetro. Ela permite conhecer a vazão com precisão, garantindo que o equipamento esteja trabalhando na sua melhor capacidade. Se seu medidor de vazão não estiver calibrado, ele produzirá leituras imprecisas, o que pode levar a danos e reparos dispendiosos. Para garantir que seu medidor de vazão esteja calibrado corretamente, você precisará inspecioná-lo e limpá-lo. Uma vez feito isso, você pode usar um dos métodos para calibrar seu medidor de vazão, dependendo de suas preferências.

Calibre seus instrumentos

Certifique-se de que seu pessoal compreenda o quanto a calibração e verificação de instrumentos é importante para a qualidade do produto. Se você tiver alguma dúvida sobre este artigo ou outros tópicos de calibração, entre em contato conosco pelo e-mail contato@inovacalibracao.com.br ou chame no whatsapp  (19) 99189-7972

Ou clique aqui para entrar no formulário de contatos

A importância da calibração do medidor de vazão